quinta-feira, 23 de abril de 2009

e nois por: Fernando pessoa


Sossega, coração! Não desesperes!Talvez um dia, para além dos dias,Encontres o que queres porque o queres.Então, livre de falsas nostalgias,Atingirás a perfeição de seres. Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!Pobre esperença a de existir somente!Como quem passa a mão pelo cabeloE em si mesmo se sente diferente,Como faz mal ao sonho o concebê-lo! Sossega, coração, contudo! Dorme!O sossego não quer razão nem causa.Quer só a noite plácida e enorme,A grande, universal, solente pausaAntes que tudo em tudo se transforme.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Saúde.........


sempre ela

Desejo... Algo tranqüilo mágico surreal
Desejo... Só um pouco colorido meio silencia meio a sonoros gemidos pele morena mais que sensual
Desejo... Mais que isso desejo inflamável desejos sem meia culpa indolor gostoso
Desejo... Noites quentes amores meia fúria descontrole ate o final
Desejo... Isso hoje pode não ser imortal
Desejo... Paixão, amor, regado a vinhos brindo a isso brindo a nos
Desejo... desejo...desejo ...desejo...

terça-feira, 21 de abril de 2009

madrugada

À noite esta interminável, a inquietude se faz presente. O sabor amargo me distancia da realidade. Mais vem o desejo fantasioso e adocicado mudando o que seria só mais uma noite. No detalhe do teu corpo a madrugada presencia o nosso amor, a chuva quebra o silêncio, o vinho ainda presente em teus lábios de forma cruel e impiedosa eterniza esse momento. A madrugada tem sabor único, o amor tem sabor único, e único nosso amor.